Nova modinha – Coloque “Cinquenta Tons de Cinza” na capa

6 dez

Todas as Compulsivas que são viciadas em livros, sabe que livros eróticos existiam muuuuuuito antes de “50 Tons” virar um sucesso, séries incrivelmente bem escritas, com historias fantásticas, personagens cativantes e no meio da historia sexo fodastico de qualidade. Sei que muitas leitoras podem citar pelo menos umas 4 séries que tem tudo isso.

Agora,  parece que para vender livros, as historias estão cada vez mais pegando as características de um livro que fez sucesso e usando isso em excesso para tentar vender.

  • Relações amorosas doentes:

-Mocinha dependente, submissa, tímida, inocente, e o mais comum agora; virgens (porque fazer sexo é algo terrivel), já comentei com você que estou começando a desenvolver um complexo de prostituta por não ser mais virgem aos 23 anos,rssrsrsrsr

– Mocinhos atormentados que só podem ser salvos por uma virgem, sequela, e irritante; caras cada vez mais controladores e obcecados pela mulher, e milionários, é claro! Porque ele pode ser um psicopata assustador, porém sendo milionário tudo fica sexy!

  • Protagonistas com traumas:

-Pais ausentes, mães bêbadas, abuso físico e psicológico do namorado,dos pais dos tios e até do cachorro!

Entendam, uma protagonista tem que ser frágil, tímida, irritante e ter um amigo apaixonado por ela, além  de nenhuma experiencia normal da adolescência, como a masturbação para ser desejável. Mas isso não é o suficiente para ela conseguir fazer um milionário atormentado se apaixonar por ela. Não Compulsivas, ela tem que sofrer de traumas extremos para conseguir isso e ter uma desculpa para ser a frágil e eterna vitima .

Já o protagonista tem que ter uma justificativa para todas as merdas assustadoras que são consideradas sexy. Porque a culpa dele ser surtado não pode ser dele,  é claro,rsrsrsrsrsrsrs.

Então eu pergunto: Por amor a Irmandade da Adaga Negra, o que aconteceu com os romances saudáveis, o amor altruísta, as pessoas normais? Que fazem sexo? Que se apaixonam normalmente? Que tem famílias normais?

Não me entendam mal, é claro que alguns desses fatores em uma trama faz sentindo e acrescenta algo mais a historia, mas usar TODOS eles juntos, virou moda! E isso cansa.

Eu não li nenhum dos romances eróticos atuais porque estou cansada de tudo isso. Do mesmo jeito que me cansei de triângulos amorosos .

E como sou extremamente implicante, percebi que além de copiar as características , eles ainda tem que colocar o nome de “50 tons” na capa para tirar casquinha do sucesso alheio.

Não basta apenas colocar na capa, a sinopse tem que entrar na dança também.

A Casa da Submissão – Uma Historia 50 Tons Acima, de Marina Anderson, com previsão de lançamento para dezembro.

Se você já leu Cinquenta tons de cinza, está mais do que preparado para A Casa da Submissão. O que é ser bem-sucedida? O que, realmente, completa uma mulher? Será verdade que, no fundo, no fundo, as mulheres querem encontrar e dividir a vida com um companheiro? Será que existem mulheres inadequadas a esse projeto de vida? Será que os homens estão preparados para dividir a vida com mulheres poderosas e independentes? Será que elas precisam se comportar assim também na cama? Ser submissa pode dar à mulher prazeres inesperados e devolver aos homens a sensação de comando e a autoestima? Encontre as respostas com Natalie.

E não fica apenas nisso, abaixo dois exemplos extremos de livros que tentaram surfar no sucesso dos outros.

A editora Universo dos livros foi metralhada virtualmente depois de mudar o titulo do livro “Mistérios Noturnos” para “Tons de Sedução” e alterar a capa deixando extremamente parecido com a capa do sucesso de E. L. James. Depois do massacre virtual ela voltou atrás, mas a vergonha não será esquecida,kkkkkkkkkkkkk

Esse aqui é pior ainda! Sem comentários.

Tem outros livros com tons bem comedia, então nem dá para levar muito a serio, vejam os exemplos mais engraçados.

Anúncios

12 Respostas to “Nova modinha – Coloque “Cinquenta Tons de Cinza” na capa”

  1. Diana Priscila dezembro 6, 2012 às 7:50 pm #

    A capa com Mistérios Noturnos é mil vezes melhor

    • Dayana Lopes dezembro 6, 2012 às 9:10 pm #

      E o titulo também né Diana,rsrsrsrsrsr, não sei de onde eles tiram essas ideias idiotas.

  2. Laura Sant Ana dezembro 6, 2012 às 8:44 pm #

    aff isso nao nao acabar nunca……… ja enjoei se td isso

  3. Angelita dezembro 6, 2012 às 9:55 pm #

    Minha nossa, espero que postagens como esta sejam influenciadas na escrita de autores. Juro que estou com medo das proporções que o mundo literário tem tomado. Quando leio, busco na leitura uma forma de me sentir na história, de idealizar e vivenciar a proposta… é tudo muito gosto… mas confesso que ultimamente, ao pegar uma obra na mão já fico pensando, qual será o trauma do guri? será que essa protagonista será menos passiva do que muitos livros tem apresentado? e a historia em si, algo de menos anormal? É horrivel iniciar a leitura, já prevendo que haverá um triangulo e que um deles vai morrer, facilitando a escolha da protagonista. Poxa, os livros que conseguimos encontrar um pouco menos desses absurdos que, nem na vida real, ocorre de forma tão bizarra, já os consideramos um livro de nota máxima, devido as qualidades cada vez mais negativas do desenvolvimento das histórias.

    Que possamos ter tempos futuros e excelentes leituras, é tudo o que peço ao papai noel neste natal!!!! uhulllll

    beijos meninas 🙂

    • Dayana Lopes dezembro 6, 2012 às 10:09 pm #

      Ang concordo com você!
      Isso é tão triste. Quase não estou resenhado livros para não ficar colocando só resenha negativa no blog. E isso que você falou de que os livros estão tão ruins hoje em dia que as vezes apenas o fato do livro não ter os clichês irritantes nos fazem vê-los como “obras” incríveis.

      Vou voltar aos clássicos e livros mais antigos, já tinha comentado isso com você,rsrsrsr, e depois de recuperar alguns da minha pasta perdida vou mergulhar neles. Com a segurança de que o escritor realmente teve que passar anos trabalhando e desenvolvendo a historia para ter a segurança de mandar publicar.

      Porque livros instantâneos estão foda!

  4. Angelita dezembro 6, 2012 às 10:16 pm #

    Sem contar a falta de dominação de muitos sobre o assunto abordado. Juro que pouquiissimos autores fazem parte da minha lista de credibilidades, outros, eu li, mas… a falta de pesquisa e desenvolvimento me deixam na duvida em dar uma chance e voltar a ler. Na verdade, acho uma tremenda falta de consideração para com os leitores, já que lemos e o esperamos encontrar pelo menos esses fatores.

    • Dayana Lopes dezembro 6, 2012 às 10:19 pm #

      kkkkk realmente! Vou te enviar um link de uma entrevista do Scott para você ver como o cara é legal e de onde tira suas ideias. Ele sim parece saber do que escrever!

  5. Gláucia dezembro 7, 2012 às 5:08 pm #

    “Nada se cria, tudo se copia”, não é? rs

    Eu estou terminando o terceiro livro da E.L. James e não pretendo ler nenhum outro. Primeiro, porque não quero comparar com outro livro erótico de capa cinza e, segundo, não terei paciência para ler pois, como você mesma falou: todos têm a mesma temática e problemas. Depois do Sr. Grey quero descanso desse tipo de literatura! Principalmente, quando nelas só têm sexo e nenhuma história normal de paquera, conhecimento um do outro, diálogos inteligentes, enfim… gostei de seu desabafo e concordo com você!

    Abraços

    Gláucia
    eassimestaescrito.blogspot.com.br

    • Dayana Lopes dezembro 7, 2012 às 7:08 pm #

      Oi Gláucia, bem vinda!

      Que bom que você gostou, eu não conseguir nem mesmo passar para o segundo livro, tudo que é demais é veneno. É triste, ver em que ponto chegamos. Atualmente não estou lendo nenhum livro recente, com planos apenas para clássicos e livros anteriores a essas modinhas irritantes e com certeza fugindo – aos gritos – dos livros eróticos.

  6. Jéssica Albuquerque dezembro 10, 2012 às 6:16 pm #

    Realmente é lamentável ver a literatura seguindo por esse caminho. “Falsa Submissão -Laura Reese” na minha opinião é o melhor livro que relata sobre BDSM. Li 50 tons de cinza e achei a história muito cansativa, não é um livro que prende o leitor.

  7. claulilith dezembro 12, 2012 às 5:51 pm #

    Olá,sinceramente ainda não li 50 tons… mas pelos comentarios que li e todas as resenhas não me senti muito animada pra começar a ler,prefiro mil vezes voltar a ler a série Night Huntress com a Cat e o Bones#tudodebom# do que um livro que não tenha uma história decente e envolvente.Apesar das cenas de sexo do bones e da cat ela era o mais importante pra ele,a pessoa que deu sentido a existência.Todas as brigas, o romance,sexo,amizade e dramas familiares fazem do livro o mais próximo da realidade com histórias que cativam o leitor e fazem imaginar:” como seria maravilhoso se fosse comigo”.O mais triste é que agora virou moda e qualquer pessoa pode escrever um livro e entrar nessa onda sem ter nenhum conteúdo fazendo somente pelo dinheiro e fama,e nisso tudo quem perde é o leitor.

    • Yasmin Dorneles dezembro 12, 2012 às 8:18 pm #

      O pior é que virou moda fic ser publicada… algumas realmente são bem escritas… outras não! eu gosto de eróticos, n tenho nd contra… mas 50Tons deixa a desejar no enredo… é bom até certo ponto… não sou radical… rsrs… mas enxergo os defeitos! bjs…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: