Blue Noon (The Midnighters #03) – Scott Westerfeld

4 jan

blue noon

Editora: iD – ainda não lançado no Brasil

Sinopse:  Depois de séculos à espera, presos na hora secreta, os darklings voltarão a caçar. Os midnighters de Bixby, em Oklahoma, julgavam que compreendiam a hora secreta da meia-noite – até o tempo ter parado a meio do dia. O ruído da escola interrompe-se. Há chefes de claque suspensos no ar. Tudo é envolvido pelo azul da meia-noite. 

Esta terceira e última obra da trilogia Midnigthers, infelizmente não foi tão boa quanto à segunda. Retomando aqui as anteriores, a primeira, A Hora Secreta, foi mais de introdução, abrindo muitas possibilidades para o desenvolvimento da história, abordando conflitos familiares, conflitos entre jovens que não tinham afinidades entre eles, mas que precisavam estar unidos em prol de um objetivo comum, temas sobrenaturais, descobertas de antigas histórias para conhecerem seus potenciais, se eu não estiver esquecendo nada importante, acredito que essas variáveis são as essenciais.

Já no segundo volume, apresenta mais ação, a perspectiva e a personalidade de cada personagem, descobertas, algumas respostas, abrindo mais possibilidades para a elaboração e discussão unindo histórias passadas, com as desses jovens que estavam passando por situações similares, o que acaba sempre ampliando as probabilidades e nunca a uma resposta exata. E fica esse grande leque para ser debatido no ultimo livro, nas quais as partes fragmentadas pudessem ser juntadas, o que não ocorreu.

Ao ler o terceiro volume, Blue Noon, fui esperando por um desfecho completamente diferente, buscando respostas que o próprio autor levanta do decorrer do desenvolvimento, o que fica claro que acaba se perdendo, e um fechamento da história, o que deixou a desejar. Achei desnecessárias algumas cenas, quando ele poderia trabalhar mais nessas questões que ficaram em aberto.

Não houve um final, mas se ao menos Scott desse conta de suprir as demandas que ele supostamente deu a entender que seriam desenvolvidas no livro, o término deste, da forma que foi, faria mais sentido, pois entenderíamos a essência de todos esses talentos nos jovens e a importância deles para o mundo, compreendendo o principio de tudo e o porque está da forma em que está. Acredito que levar em consideração o tempo, assim como esclarecer o contexto, é importante por auxiliar e situar o leitor na compreensão do que está acontecendo.

Infelizmente, se não há um desfecho positivo, a obra em si perde a credibilidade, o que negativamente acontece com essa série no geral. Sempre que vou ler um livro, começo avaliando ele em cinco estrelinhas, e conforme vou lendo, essa análise pode permanecer ou ir decaindo conforme o desenrolar da história. E ao terminar, após classificar os primeiros livros com notas máximas, este foi classificado em duas, isso por levar em consideração o todo, porque se fosse por esta apenas, creio que seria menos. Fico triste com autores que tem potencial e se perdem desta forma no decorrer do desenvolvimento de uma história fantástica como esta.

Angelita Silva

Essa resenha foi escrita por nossa leitora Angelita Silva!

Beijos e até a próxima Obsessão!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: