No Limiar Do Desejo (Trilogia Luxúria #02) – Eve Berlin

4 abr

no_limiar_do_desejo_1357243717bSinopse: Se entregar ao desejo… Como advogada, Kara Crawford sabe manter um segredo, especialmente após ser rejeitada por um ex depois de revelar suas necessidades sexuais. Kara não espera encontrar alguém que a saceie, até que experimenta a noite mais incrível de sua vida com o homem que sempre desejou de longe. … pode libertá-lo … Dante De Matteo conheceu Kara no colégio, e ele nunca imaginou que suas fantasias mais escuras poderiam combinar com as suas. Os amantes não esperam que sua paixão dure mais que uma noite, mas quando o novo trabalho de Dante acaba sendo a empresa de advocacia de Kara, eles encontram-se diarimente tendo que lidar com as faíscas entre eles. … mas somente se você se doar completamente. Com o intenso desejo aproximando-os, medos antigos ameaçam separá-los, a não ser que eles possam aprender a abraçar a dor e o prazer do amor…

Eu confesso! Estou tão enjoada de eróticos que é um sofrimento ler e resenhar… Faz um bom tempo que li No Limiar Do Desejo e esqueci completamente (memória seletiva?!) de escrever a resenha!

O livro começa com os protagonistas em uma festa, ambos se conheciam do colegial e depois de poucos minutos de conversa decidem ir para cama. É bem rápido o início do envolvimento entre Kara e Dante, claro, o livro é erótico não iria ter enrolação realmente.

Kara sempre teve algumas fantasias com relação a submissão, ela queria apanhar do namorado, estar realmente no papel de submissa – no quarto – mas seu ex era um idiota que surtou depois que ela confessou seus desejos. Dante é um Dom, lindo, alto e completamente alfa (bem clichê). Desde o início a troca entre eles é equilibrada já que o Dante dava o que a Kara queria/ precisava. E existia aquele famoso acordo inicial: Somente sexo!

“Dante começou a bater de verdade, numa sequência de golpes rápidos. Nem alto nem forte demais, mas o ritimo enterrou a ardência no fundo da pele. E ele não descuidou do clitóris. Tudo parecia se fundir ao mesmo tempo: a mão na bunda, os dedos no grelo, a pequena e pecaminosa ameaça de serem pegos. Era uma sobrecarga de prazer que ela mal conseguia controlar. No entanto, Kara só poderia gozar quando ouvisse a ordem. Ela não gozaria. E aquilo era um prazer diferene em si.” (pág.90)

Gente são muitas cenas de sexo, e sinceramente o Dante faz ela gozar tantas vezes que além de ser absurdamente impossível é até cansativo de ler! kkkkkk… Depois do primeiro fim de semana juntos, Kara fica chocada ao saber que Dante é o novo sócio minoritário do escritório de advocacia onde ela trabalha, e nisso já começa a ficar com frescura de “não podemos ter nada, trabalhamos na mesma empresa”… Dante termina com esse papo bem rápido! (ainda bem!)

Depois de um tempo no estilo “somente sexo”, eles começam a perceber que estão mais envolvidos do que é confortável, mas esse envolvimento sempre existiu, desde o colegial havia um “amor enrustido” entre eles.

“Enquanto Dante falava, Kara percebeu que talvez eles pudessem ter se aprofundado demais. Ainda que a sensação fosse boa, ficar deitada na cama dele, com a alvorada iluminando o céu e mudando a cor das nuvens de preto para cinza. A sensação era boa, até ela não parar de pensar naquilo tudo. Atpe esse lance de um se abrir para o outro dicar assustador demais para os dois. Ela sentia nele. E notava o próprio medo como alguma coisa comprimindo o fundo da garganta.” (pág. 102)

O enredo do livro é basicamente esse, aí começam os conflitos… Kara é a primeira a admitir que está mais envolvida do que pensava, que realmente quer um relacionamento, e tem medo disso, pois acha que o Dante não quer.

O casal vai ao Pleasure Dome, o clube BDSM que já foi apresentado em Luxúria, e vai ser uma grande experiência para a Kara. Tanto Kara como Dante vão ter certas revelações depois disso, já que depois de uma cena assim, as emoções ficam a flor da pele.

“Nada o tinha feito se sentir melhor do que Kara. Nada. Ela era tudo em que Dante conseguia pensar. O resumo dos seus desejos. E tudo era bom demais para ele avaliar por que esse tipo de pensamento nunca ocorrera antes.
Kara.
Pela primeira vez, ele não queria mais nada – nem ninguém.” (pág. 135)

Mesmo com esse pensamento, Dante demora um pouco a perceber seus sentimentos, em um encontro casual com Alec e Dylan, Alec acaba brincando com o Dante, dizendo que ele estava apaixonado, então ele encara a situação e define um relacionamento monogâmico com a Kara. Mas ele ainda não aceita realmente estar apaixonado, e depois de um outro encontro no Pleasure Dome, nosso protagonista percebe isso, mas não assume ainda, e óbvio que a Kara fica muito irritada porque ele é muito fechado (até eu no lugar dela teria me irritado!), e com isso eles se afastam (momento de tensão!).

Dante e Alec saem para um “momento masculino” de conversa e desabafos, então Alec aconselha o amigo a esfriar a cabeça e aceitar seus sentimentos para então procurar a Kara. Obviamente ele procura e se acertam… Finalmente!

E esse é o máximo de tensão que temos no enredo, achei bem fraco, apesar de ser melhor do que o primeiro livro – já que não gostei da Dylan. O problema real é que estou muito enjoada de eróticos com essas histórias sem nada de novo e envolvente. Não me empolgo! É ruim o livro? Não! A autora escreve bem sobre o tema, não é irresponsável ao falar de BDSM, mas não estou no clima!

E aí meninas, já leram? O que acharam? Comentem!

Beijos e até a próxima Obsessão!

Anúncios

14 Respostas to “No Limiar Do Desejo (Trilogia Luxúria #02) – Eve Berlin”

  1. Jordana abril 4, 2013 às 9:58 am #

    Já li e não achei lá essas coisas… acho q também estou cansada dessas MESMAS histórias.
    Parabéns pela resenha, ficou ótima!!!

  2. Adália abril 4, 2013 às 11:09 am #

    Boa resenha!!!
    Li o primeiro livro, mas não sabia que o segundo já estava disponivel em portugues…^^’
    Vou ler a título de curisidade, já que ele é um pouquinho melhor que o segundo 🙂

    Bjus

  3. Brenda abril 4, 2013 às 1:50 pm #

    O livro é bem fraquinho,mesmo.
    Foi literalmente um saco lê-lo.
    Concordo com a sua resenha. A Kara é muito chata…
    Gostei mais de Luxúria do que esse segundo.

    : )

  4. Liliane Dantas Oliveira abril 4, 2013 às 2:19 pm #

    Foi uma tortura ler isso, passei batido de todo o plágio… Cansada também Yasmin! 😉

  5. Marcia abril 12, 2013 às 4:52 pm #

    Cara, se vc está de saco cheio de ler esses livros, então não deveria escrever essas resenhas, deveria procurar outro emprego, eu adorei esses livros e não concordo com o seu ponto de vista.

    • Yasmin Dorneles abril 12, 2013 às 5:25 pm #

      Ah meu Deus! Eu tenho que ler cada comentário… Querida vamos aos pontos, isso aqui não é um emprego, eu escrevo e critico os livros porque eu gosto de ler e gosto de falar sobre o assunto, ninguém é obrigado a concordar comigo mas o mínimo que você deveria ter é respeito pelo que eu penso, se não concorda diga simplesmente isso e fale sobre o que você gosta… Agora vim aqui no MEU blog me mandar procurar outro emprego? Eu não ganho salário aqui não, aliás não ganho nada para aguentar esse tipo de comentário sem nenhum senso crítico ou inteligência! Se não está gostando do que eu escrevo me faz um favor e não venha aqui ler!

      • Liliane Dantas Oliveira abril 12, 2013 às 7:00 pm #

        A parte do “emprego” foi a mais tosca! Kkkkk…
        O que dizer a uma pessoa que só deve ler “isso”?! Nem precisa ela já disse por si só… Gostamos de HOT! Mas não qualquer coisa, queremos conteúdo, boas histórias… Talvez a Márcia precise, além de respeitar as opiniões alheias, de uma boa lista com indicações de bons livros… 😉
        ps: com todo o respeito! 😀

      • Yasmin Dorneles abril 12, 2013 às 7:21 pm #

        Vou ter que concordar com você Liliane… kkkkkkk… Indico Maya Banks, Cherise Sinclair, Sylvia Day, Ward e Frank (com sobrenaturais)… Enfim… kkkkk… Gosto é gosto, cada um com o seu, mas respeito é bom e eu gosto! rsrs… bjs!

      • Liliane Dantas Oliveira abril 12, 2013 às 7:29 pm #

        Isso mesmo Yasmin! 😉
        ps: ainda não li nada de Ward e Frank… Vou atrás! 😉

      • Yasmin Dorneles abril 16, 2013 às 11:03 pm #

        São Romances Sobrenaturais… Tem um toque erótico…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: