O Teorema Katherine – John Green

11 abr

O_TEOREMA_KATHERINE_1363454480PSinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Hey todo mundo!

Então, eu sei que estou bem atrasada para minha resenha semanal, me desculpem por isso! 😡

Bem a resenha de hoje é um prazer para mim de escrever, por que é de um dos meu autores favoritos. Eu simplesmente sou LOUCA pelo John Green e  já li todos os livros que fora lançados no Brasil! O meu preferido de longe é “Quem é você Alasca?”, se vocês ainda não leram, corram para ler e tentem desvendar a busca do Grande Talvez, rsrs .É Melhor eu parar por aqui porque se me deixarem, eu posso falar sobre o John e sua *fugging – vocês entenderão mais à frente – genialidade por horas sem parar para respirar. Então leiam e depois me digam o que acharam. 🙂

Agora, voltando para “O Teorema Katherine”. Bem tenho que começar logo dizendo que se você espera ler um resenha de um livro de romance, peço que você pare por aqui, rsrs. O livro tem o mínimo de romance, então não esperem nada desse tipo. “O Teorema Katherine” assim como a maioria dos livros do John, é voltado mais para o lado, de um tipo de auto reflexão sab? Ele te mostra algo que você nunca pensou, ou nunca conseguiu enxergar algo ou problema de um jeito novo, singular, mesmo que isso seja bem óbvio, no fim das contas. Mas não se assustem, por que mesmo tendo esse lado, é o tipo de leitura que você não consegue parar até acabar tudo!

Porém, este livro em particular é um pouco mais difícil do que muitas pessoas gostam, ou se identificam, porque além dos grandes  monólogos do protagonista, vemos uma associação considerável entre esses monólogos com a matemática. MAS, mais um vez não é algo chato de se ler. Bem, eu não achei. – e eu odeio matemática!

Colin Singleton, é um prodígio, não sabe sussurrar, ama anagramas, e já levou 19 foras, de 19 Katherines, com as mesmas 9 letras. Um ex-prodígio, como ele mesmo se chama, já que a escola terminou, ele percebe que até agora não fez nada de importante com todo o conhecimento que ele tem, além é claro dos *fuggers anagramas que ele cria – haa eu amoo anagramas! – e dos 19 pés nas bundas que ele levou das Katherines que passaram pela sua vida.

Então depois de muita pressão por parte de Hassan, seu melhor amigo árabe-não-terrorista como ele mesmo se chama, para tirar Colin da fossa que se encontra, o convence a colocar o pé na estrada, com o Rabecão de Satã – vulgo carro de Colin – sem qualquer destino em mente.

Acaba, que no final das contas eles vão parar em uma cidadezinha chamada Gutshot, no meio do nada, para visitar o túmulo do arquiduque Francisco Ferdinando, um homem que supostamente causou a 1 Guerra Mundial, e lá eles conhecem Lindsey Lee Weels, uma caipira nem tão caipira assim e sua mãe Hollis.

E é lá no meio do nada, que Colin tem seu tão aguardado “momento eureka”, ele resolve fazer um Teorema baseado em todos os seus relacionamentos com as 19-K, entre Terminantes e Terminados, ele consegue encontrar uma equação perfeita, para prever se um relacionamento pode dá certo ou não. Então, é aí que toda estória começa a se desenrolar.

Bem gente, o que falar do Hassan, árabe-não-terrorista, vocês irão dar boas risadas com esse carinha, ele está no seu segundo ano de “depois vou pra faculdade”, é gordinho, fã de carteirinha da Juíza Judge, fala um fugger de um alemão danado de difícil, é o personagem mais sarcástico e irônico do livro, e não tem como você não amá-lo!

A Lindsey Lee Weels – eu amo o fato do Colin chamá-la pelo seu nome  inteiro rsrs – é  a filha da Hollis, que é dona de uma  fábrica de cordinhas de absorventes tampões – SIM, você  leu corretamente! – cordinha de absorventes. Ela também namora um cara que se chama Colin – vulgo OOC, leia o livro – que é um fugging de um babaca. Eu gostei dela.

Existem mais alguns outros personagens mais esse 3 são os que realmente farão a estória.

Bem, não é a primeira vez, e certamente também não será a última, que eu vou terminar um livro do Sr. Green e amá-lo mais do que antes de começar um novo. Pois é, eu amei o livro, achei fantástico, mas essa, para mim já não é uma palavra boa o suficiente para descrever os livros do John. Ele é fugging genial! Eu devorei tudo, até mesmo depois do final da estória, que é a parte da matemática, o que é opcional, até a última letrinha, da última página do livro.

Recomendo? Acho, que nem é necessária uma resposta né?!

Haa, e quanto a palavra *fug e todas as suas variações, tenho certeza que vocês já sacaram o significado, mas existe um porém por trás deste, que eu não irei contar rsrs.

Então só peço que vocês deem uma oportunidade ao livro, não só a esse, mas sim a todos do John Green, e espero que vocês se apaixonem como eu me apaixonei.

Corram para ler!

Não se esqueçam de comentar, e dá uma curtida! ;P

Kissus xoxo

Anúncios

2 Respostas to “O Teorema Katherine – John Green”

  1. Jordana abril 11, 2013 às 7:26 pm #

    Já me convenceu!!!! Q resenha maravilhosa, parabéns! Agora eu vou à falência, mais um para a listinha!
    Bjs

  2. Liliane Dantas Oliveira abril 12, 2013 às 3:47 pm #

    Também sou suspeita Gab! Já li do John, esse o Teorema, o Alasca e o A culpa é das estrelas. Super recomendo todos! Eu também queria ser amiga do John… 😀
    Parabéns pela resenha!
    Xo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: