Procura-se Um Marido – Carina Rissi

12 abr

Procura-se-um-maridoSinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Eu queria tanto uma leitura leve, divertida, bem narrada, pra me fazer relaxar após dias intensos, e me deliciei com este romance de Carini Rissi, a brasileira também me agradou muito em seu livro Perdida. Recomendo ambas as leituras, que são um frescor em dias “nublados”.

Alicia é surpreendente, inicialmente esperei por uma patricinha metida a besta, mas, ela nunca veio. Alicia usufrui do dinheiro pra curtir a vida, acredito mais precisamente que ela o faz, procurando ao redor do mundo por algo que ela sequer sabe o que é, sinto nela uma constante inquietação, insatisfação, e ela inconsequentemente tenta suprir/buscar vida afora, em baladas, viagens, manifestos, brigas… O leitor irá rir muito com Alicia e seu humor ácido, mas, também se emocionará com a menina que sempre esteve dentro dela, sua relação com o avô é a mais forte prova disso.

Vô Narciso é um homem de 72 anos, e louco pela neta maluquete, desde que os pais de Alicia morreram, ela é tudo o que ele tem e vice-versa, e se amam profundamente. As conversas entre os dois são divertidíssimas no começo, o avô tenta por um pouco de “juízo” na cabeça da neta, e esta por sua vez inventa desculpas esfarrapadas pra tentar se livrar das broncas, alegando que tudo lhe acontece não passa de mal entendidos rsss.

– Precisei enviar três advogados a Amsterdã para livrar você da cadeia. Amsterdã, Alicia! – ele frisou, o rosto duro. – Onde tudo é permitido! Evidentemente, você teve que encontrar uma forma de mudar isso…”

Quando o avô faleceu devido um aneurisma cerebral, o mundo de Alicia ruiu, a dor parecia insuportável, e se não fosse por sua melhor amiga Mari, certamente os dias seriam um completo borrão. O choque de Alicia ao saber sobre o testamento do avô foi ainda maior, ele sempre mencionou que ela amadureceria quando se envolvesse com um bom homem e se casasse, e este então era o termo para que ela tomasse posse de sua herança: casar-se.

Em seu primeiro dia de trabalho na empresa que um dia herdaria, após frustrantemente se submeter a um cargo de assistente (ela espera um cargo na gerência rss), Alicia choca-se literalmente com Maximus, uma coisa sólida de mais de 1,90m, cabelos ligeiramente longos, barba rala, olhos verdes intensos, 28 anos, um belo exemplar masculino… Mal sabiam eles que suas vidas mudariam radicalmente.

E a partir daí toda a trama se desenrola o “ódio” que ambos achavam que sentiam, que na verdade era o amor mais puro e verdadeiro, como nunca viveram antes, conferiam a estória momentos divertidíssimos de conflitos entre eles; Alicia que nunca soube quanto custava viver, se viu em apuros tendo que sobreviver com um modesto salário de assistente, abrir mão do seu Porsche e andar de ônibus, e esta cena foi divertidíssima; os conflitos dela e Clóvis, o advogado que era seu tutor segundo o testamento, e que a submetia às vontades impostas por seu avô segundo ele dizia.

Segundo Alicia, sua única alternativa era encontrar um marido de aluguel, e o que ela achou que seria fácil, se tornou um show de horrores rsss, os “pretendentes” que apareceram após o anúncio, eram cada um mais maluco que o outro, e em nenhum momento ela esperava que fosse Max o marido que ela teria.

“Procura-se um marido para curta temporada. Homem entre 21 e 35 anos, que tenha imóvel próprio e emprego estável, disponível para matrimônio. Boa aparência não é exigida. Apresentação de antecedentes criminais obrigatória. Casamento de aparência. Sexo está excluído do acordo. Paga-se bem no término do contrato. Tratar com Lili pelo telefone…”

Durante a trama, Alicia recebe bilhetes deixados por seu avô, para serem entregues em momentos difíceis que ele sabia que ela enfrentaria, e mais uma vez a relação entre eles me emocionou… avô Narciso a conhecia melhor do que ninguém, até ela mesma se surpreendeu com isso, e também com suas “visitas” em seus sonhos.

Clovis a importunava constantemente, pois tinha certeza que seu casamento era de fachada, e a alertou inúmeras vezes que corria risco de perder todos os direitos de herdeira, caso ficasse comprovado que ela ludibriou o testamento de seu avô. E usava Max para amedrontá-la, e a fazer desistir do casamento. Alicia e Mari se aventuraram pra descobrir toda a verdade por trás do estranho testamento.

O livro tem personagens deliciosos: Mirna, Julius e Marcus (mãe, pai e irmão “sedutor” de Max) – chorei de rir na cena em que Max e Alicia contam a família dele, que eles se casaram, rss; Mari sua melhor amiga; Mazé a cozinheira e empregada fiel; Breno, o namorado de Mari.

Foi difícil Alicia admitir seu amor por Max, o sentimento a deixava em pânico, era algo que ela nunca viveu e não sabia como fazer dar certo, tinha receio de afugentá-lo, tão intensos eram seus sentimentos, mas, ela não desistiu de conquistá-lo, e novos dramas e cenas engraçadas se seguiram.

Não dá pra me estender muito mais, mas Alicia depois de ter vivido tão intensamente os últimos meses, se tornou a mulher que seu avô esperava, tomou posso do que era seu de direito (após desmascarar o vilão de toda essa bagunça), aceitou casar-se novamente com Max, mostrando sua verdadeira essência por trás da imagem de menina mimada e inconsequente que sempre teve, deixando a todos muito orgulhosos. Aqui vai um trechinho inicial do discurso emocionante que Alicia fez, deixando-me com os olhos marejados, e desta vez não foi de rir.

“- Boa noite. Eu sou Alicia Moraes de Bragança e Lima, neta de Narciso Moraes de Bragança e Lima. Muitos de vocês devem me conhecer desde que eu tinha cinco anos. Eu era aquela pirralha de quem o vô Narciso corria atrás, pedindo que não jogasse bolo na cara de ninguém…”

Se você pretende ler este livro, espero sinceramente que se divirta tanto quanto eu. No mais, gostaria de agradecer pelos momentos deliciosos que curti aqui com vocês, infelizmente terei que me ausentar do blog por motivos pessoais. E meu agradecimento mais que especial a você Yasmin, por esta oportunidade, estarei aqui sempre que puder pra me manter antenada no universo literário, parabéns pelo blog e obrigada mais uma vez.

Anúncios

6 Respostas to “Procura-se Um Marido – Carina Rissi”

  1. Andy abril 12, 2013 às 7:13 pm #

    Eu vi esse livro e fiquei curiosa pq era da Carina, pq o seu livro Perdida foi maravilhoso, um dos meus favoritos, mas nunca achava uma resenha boa, q me dar-se uma motivação a mais, mas com essa resenha otimo, obrigada viviane e cuida-se 😀 , eu vo colocar na minha lista de leituras futuras!

    • Viviane abril 14, 2013 às 6:07 pm #

      Eu tb curti perdida Andy, e isso me levou a este romance da autora, e confesso que me surpreendi (tb tinha minhas ressalvas), mas, leia e divirta-se… bjos

  2. Lucas - Descobrindo Livros abril 12, 2013 às 9:28 pm #

    Ooooi Yasmin!
    Concordo com você, o livro é uma delicia, leve e realmente relaxa quem lê!
    O Max, ui, sem comentários né
    ahuaahuahauaa
    amei muito o livro, a Carina é ótima autora. Dá vontade de chorar de alegria com autores brasileiros bons rs
    Beijos
    http://descobrindolivros.blogspot.com.br/

  3. Letícia abril 13, 2013 às 11:44 am #

    Eu li, amei… Envolvente e divertido. Max é demais!!!

    • Viviane abril 14, 2013 às 6:08 pm #

      Max é o máximo… queria um pra mim rss

      • ysis abril 17, 2013 às 2:34 pm #

        Simplismente amei o livro, bom de mais!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: