Trilogia Thoughtless – S.C Stephens

7 maio

Pessoas lindas! Já estava com saudades de vocês!

Então, hoje o post não será uma resenha, mas sim sobre uma série que virou minha cabeça essa semana!

Eis as capas dos 3 volumes que compõe a trilógia Toughtless:

Trilogia  Thoughtless

Alguma de vocês já ouviu falar sobre essa serie? Provavelmente para quem vive ligado no mundo da literatura com certeza já leu algo sobre Thoughtless.

Essa trilogia assim como Belo Desastre, Easy, Pushing The Limits, entre outros, faz parte do novo gênero que venho me viciando cada vez mais, o New Adult.

O que acontece é que eu nunca li nada igual à Thoughtless antes, e para isso acontecer comigo é bem raro, raro como NUNCA aconteceu antes. Eu terminei o primeiro volume faz dois dias, e simplesmente não paro de pensar.

O livro mais angustiante sem sombras de dúvidas que já li neste ano, e ouso dizer do ano passado também, pois é, me marcou assim. Nunca li nada que me causasse tamanha angústia, e não em um bom sentido, mas sim ANGÚSTIA em todos os significados que vem desta palavra.

Quando eu li a sinopse, pensei que leria mais do mesmo que já venho lendo. Depois de algumas paginas descobri o quão errada estava.

Sinopse: Por dois anos, o namorado de Kiera, Denny, tem sido tudo que ela sempre quis: amoroso, sensível e infinitamente dedicado a ela. Quando eles partem para uma nova cidade para começar sua nova vida juntos, Denny em seu emprego dos sonhos e Kiera em uma universidade de ponta, tudo parece perfeito. Então um compromisso imprevisto força a separação do feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e precisando de conforto, Kiera volta sua atenção para uma fonte inesperada – uma estrela de rock local chamado Kellan Kyle. Primeiramente, ele é simplesmente um amigo que ela pode se apoiar, porém quanto mais sua solidão aumenta o mesmo acontece com relação deles. E então uma noite tudo muda… e nenhum deles nunca mais serão os mesmos.

Em nenhum livro – deste tipo de gênero ou parecido – eu odiei tanto uma personagem como neste. Eu odiei a Kiera com todas as minhas forças, do fundo da minha alma, por todas as sacanagens que ela faz, por todas as indecisões, por todos os caminhos errados que toma, por toda sua cara de pau… e por ainda assim, de alguma maneira me fazer conectar com ela. Pois é, bem contraditório não? Apenas em um livro me senti do mesmo modo com a protagonita, a Kathy de O Morro Dos Ventos Uivantes. Nem preciso mencionar o quanto quis machucá-la né?? E quando ela começa a sofrer tanto quanto os que ela faz sofrer, é bom, apesar de que eu também sofri junto com ela. Eu me sinto totalmente contraditória sobre a Kiera, eu a odiei e mesmo assim não pude deixar de me sentir conectada, sensibilizada por toda a sua situação. E você se surpreende e fica feliz quando nos últimos capítulos, no decorrer em que os problemas vão acontecendo, de forma sutil a personagem cresce tanto, aprende tanto, amadurece finalmente. E não posso negar que mal posso esperar para ler sobre essa Kiera mais madura no segundo livro.

“O amor que sentíamos um pelo outro, embora definitivamente nunca planejado ou esperado, como suponho que o amor seja, irremediavelmente cauterizou a nós dois… profundamente. Não iria desaparecer. Não se mudaria para outro. Provavelmente não seria sempre fácil… mas seria para sempre… eterno” (Kiera)

O Denny, faz com você queira pegá-lo pelo braço, dar um sacudida e dizer “ACORDA!”, pedir para ele deixar de ser tão bom, de ser tão ingênuo. No decorrer do livro pedi mais de uma vez que aparecesse alguém pra ele, que o amasse do jeito que ele merece ser amado. Quando ele descobre tudo o que está acontecendo, foi como se 1000 toneladas saíssem dos meus ombros.

¨Eu quero ser o tudo de alguém. Eu quero fogo, paixão e amor, que sejam retribuídos igualmente. Eu quero ser o coração de alguém. Mesmo que isso signifique quebrar o meu próprio.” (Denny)

Bem, eu queria tudo isso e mais para o Denny, pelo simples fato de que ele merece isso!

Agora, vamos falar um pouco sobre o Kellan e me fazer pirar um pouco mais.

Meu Deus, o que o Kellan sofre, toda a sua agonia sufocante, toda a dor física e mental, toda sua insegurança , nunca vi até agora em nenhum personagem masculino deste gênero. Eu não sei nem como começar a dizer o quão angustiante e sufocante foi ler tudo aquilo e imaginar como ele se sentia. Bem,vou dar um exemplo: imaginem-se em seu quarto deitado ou chegando em casa, e escutar repetidas vezes a ÚNICA pessoa que você já amou e ama no quarto ao lado transando com outro, e você simplesmente não pode fazer ABSOLUTAMENTE nada, por que você sabe que ela não é sua, e que você não tem esse direito, mesmo que essa mesma pessoa já tenha te beijado, já tenha dormido com você, já tenha sido sua melhor amiga e tenha se importado com você ( imaginaram? sentiram?)… eu SENTI TUDO que ele sentia, muitas vezes no decorrer do livro eu tive que dar uma pausa e me pergunta “Que porra está acontecendo comigo?”. E só o que eu queria e pedia era que isso acabasse, que o livro acabasse, que ele desse um fim em todo o relacionamento autodestrutivo que ele mantinha com a Kiera, só o que eu queria era que ele pagasse com a mesma moeda. E quando isso finalmente acontece você pensa “É isso aí, mostra pra essa beach como faz!”… então, quando você começa a ficar feliz pela vingança ,você se sente uma droga, e quase pira junto com a dor da Kiera, por ver o homem que você verdadeiramente ama – mas se nega estupidamente deste fato – fazendo as coisas mais pervertidas com outra mulher.

Como fazemos isso? Isso é o que fazemos… para trás e para frente, para trás e para frente. Você me quer, você o quer. Você me ama, você o ama. Você gosta de mim, você me odeia, você me quer, você não me quer, então você me ama… e você me deixa. Há tanto que deu errado…” (Kellan) 

UFA, pois é gente, esse não é um livro fácil, mas também não é um relacionamento fácil, não é um triângulo amoroso normal, e os protagonistas não são simples…

Eu li o primeiro livro querendo acabar logo e ao mesmo tempo sem querer que acabasse. E quando terminei corri  para comprar a trilogia, em inglês – que eu não leio tão bem.

Mas o que acontece é que  só o fato de que eu sei que os terei comigo, mesmo que não leia, ou que eu leia e não entenda tudo, vai me dar forças pra esperar ele ser lançando no Brasil – sim! Ele vai ser lançado aqui! Pela Editora Valentina, se não me engano – por me sentir tão conectada com livro eu só os queria, independente da  língua que estivessem traduzidos.

Bem meninas,espero que tenham gostado do post! Não foi bem uma resenha, foi uma indicação. Um desabafo! rsrs

Espero que tenham gostado, o livro está mais que recomendado para todos tenham um coração forte e seja um pouco sangue frio.

Não se esqueçam de comentar e dar uma curtida no facebook! 🙂

Anúncios

16 Respostas to “Trilogia Thoughtless – S.C Stephens”

  1. Yasmin Dorneles maio 7, 2013 às 8:54 am #

    Adoro essa angústia ao ler um bom livro! kkkkkkkkkkkkk…

  2. Ana Mayara da Silva maio 7, 2013 às 9:11 am #

    Alguns livros que já fizeram isso comigo. Eu os coloco na categoria Intenso-Viciante-e-Perturbador. O problema é que, sei lá, não gosto de ficar perturbada, rs. Prefiro histórias mais leves, que me deixarão contente e hiperativa, doida e querendo mais. Assim, mesmo adorando a sua resenha, acho que não vou ler o livro. Uma parte de mim ficou curiosa, mas meu senso de preservação é mais forte, rs.

    Também não tenho vontade de ler NA. Desde Belo Desastre – que não li! – sei lá, acho estranho, pois, na minha cabeça, um NA é um YA que cresceu mas ainda não virou adulto. Tenho até uma listinha, só falta o interesse, rsrs. No mais, foi muito boa a sua resenha. Bjnhs

  3. Bruna maio 7, 2013 às 9:32 am #

    Eu também quero ler esse livro, mas confesso que ele estava bem atrás na minha listinha de “próximos”, rs. Mas adorei sua indicação. Realmente, pela sinopse parece que ele simplesmente vai ser mais um entre tantos parecidos, rs.
    bjus

  4. Jordana maio 7, 2013 às 9:38 am #

    Esse livro já estava na minha lista, mas ainda não tinha me deparado com uma resenha q me instigasse tanto a lê-lo como a sua. Depois que li Entre o Agora e o Nunca fiquei achando que era o melhor livro que li no ano. Mas (pelo q conheço dos meus gostos) estou começando a achar que estou enganada.
    Beijos

    • Carol maio 7, 2013 às 10:47 am #

      Alguém sabe quando sai no Brasil????

      • Carol maio 7, 2013 às 10:53 am #

        Caraca, vi aqui que só em 2014!!!! isso é angustiante!!!!!!!

  5. Cida maio 7, 2013 às 10:02 am #

    Adorei a resenha, agora tenho mais um na lista, obrigada.

  6. Brenda maio 7, 2013 às 12:17 pm #

    Nossa amei,eu estou com esse livro mas vou ler sim. Gente tem coisa mais linda que um homem apaixonado ohh meu deus!!

  7. Fer maio 7, 2013 às 12:49 pm #

    Uauuuu! Adorei a resenha! Vou começar a ler ele hoje mesmo!!

  8. Letícia maio 7, 2013 às 1:58 pm #

    Impressionante os seus comentários! Li o primeiro livro neste fim de semana e tive a mesma angustia… achei até que algumas passagens foram desnecessárias, embora o sentimento pelos os tres personagens me deixaram triste e feliz ao mesmo tempo. Vou ler a sequencia também, mas já ou preparar o meu coração, pois será perigoso!!!

  9. carian guimaraes maio 7, 2013 às 2:48 pm #

    ja tem disponível on line, realmente é angustiante, já estou esperando o dois bjosss livrosparaipadbrasil, blog procurem

  10. Liliane Oliveira (@Lili_Oliver) maio 7, 2013 às 3:20 pm #

    Uau Gab! Amei a resenha!!! Essa trilogia já estava na minha lista pra ler, mas agora vou adiantar… Rs… Sabe um livro que me despertou emoções parecidas ao lê-lo foi o “Falling into you” da Jasinda Wilder, muito intenso! Segue o link da resenha que fiz para o Skoob (www.skoob.com.br/estante/resenhas/968588) #Recomendo! Ps: não estou divulgando, não tenho blog, nem nada parecido viu?!! Só gosto de escrever e compartilhar! Xo!

  11. Erika maio 7, 2013 às 5:29 pm #

    essa trilogia é linda ,realmente amei kelan e kiera,são apaixonantes!!!l vc fica suspirando por um kelan e um Denny desses ,ufa!!!

  12. Jully Malfar maio 8, 2013 às 1:06 am #

    Eu amei esse livro, mas o odeie muito … porque são pelo menos umas 300 paginas da Kiera chorando, ao inves de ela está na cama com o Kellan, que me fez lembra muito do Kellan Lutz com todo aquele Sex Appeal… quantas vezes eu não desejei ser a Kiera só pra ter o Kellan na minha cama e poder rasgar aquelas roupas dele ….. bom eu me senti muito mais muito frustada com esse livro … e sobre o Denny, desculpas Denny mal eu gosto de caras malvados

  13. Viviane Puga maio 8, 2013 às 7:37 am #

    eu já li o livro, e Kiera s/dúvida entrou pra minha lista de protagonistas chatas, ela dá nos nervos e na boa, merecia ter sofrido mais por ter feito ambos Denny e Kellan de bobos… mas, ainda assim eu curti o livro, principalmente por cta de Kellan q é um fofo, Denny tb não fica atrás…
    Adorei a resenha, e espero dentro em breve ler o segundo, mas, acho q vou me irritar ainda mais c/Kiera, pelo q li da sinopse affff.

  14. Gabby Ribeiroo maio 16, 2013 às 7:30 pm #

    To na metade do livro e tipo to mtto revoltada com td isso, a cada cena da Kiera com o Kellan que rolava aquele clima e ela simplesmente pensava ” Ok, td bem, é inocente… Somos apenas amigos!” Eu fico revoltada e paro de ler o livro, fico odiando ela… Por fazer isso com o Denny e com o Kellan… Ai recomeço de novo e assim vaai…! Como ela pode passar o dia inteiro abraçada ao Kellan, pensando somente nele e ainda não perceber qe sua história com o Denny precisa de um fim… Porque isso vai desgastar os três! Vou ficando com raiva e mais raiva… E morro de pena do Kellan… E tipo vejo ele e a Kiera fazendo td isso e baixa do nariz do Denny e tipo ele nem percebe? What?? Eu fico realmente furiosaa! Mas não posso negar que está sendo uma das mhas melhores leituras… Sem falar que dou muitas risadas! Livros assim me divertem um pouco…’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: