Tag Archives: Scott Westerfeld

Blue Noon (The Midnighters #03) – Scott Westerfeld

4 jan

blue noon

Editora: iD – ainda não lançado no Brasil

Sinopse:  Depois de séculos à espera, presos na hora secreta, os darklings voltarão a caçar. Os midnighters de Bixby, em Oklahoma, julgavam que compreendiam a hora secreta da meia-noite – até o tempo ter parado a meio do dia. O ruído da escola interrompe-se. Há chefes de claque suspensos no ar. Tudo é envolvido pelo azul da meia-noite. 

Esta terceira e última obra da trilogia Midnigthers, infelizmente não foi tão boa quanto à segunda. Retomando aqui as anteriores, a primeira, A Hora Secreta, foi mais de introdução, abrindo muitas possibilidades para o desenvolvimento da história, abordando conflitos familiares, conflitos entre jovens que não tinham afinidades entre eles, mas que precisavam estar unidos em prol de um objetivo comum, temas sobrenaturais, descobertas de antigas histórias para conhecerem seus potenciais, se eu não estiver esquecendo nada importante, acredito que essas variáveis são as essenciais.

Já no segundo volume, apresenta mais ação, a perspectiva e a personalidade de cada personagem, descobertas, algumas respostas, abrindo mais possibilidades para a elaboração e discussão unindo histórias passadas, com as desses jovens que estavam passando por situações similares, o que acaba sempre ampliando as probabilidades e nunca a uma resposta exata. E fica esse grande leque para ser debatido no ultimo livro, nas quais as partes fragmentadas pudessem ser juntadas, o que não ocorreu. Continue lendo

“No Limiar da Escuridão” de Scott Westerfeld – Resenha The Midnighters #2

3 dez

Resenha feita pela leitora Angelita.

Editora: iD

Jess finalmente conseguiu organizar suas coisas após a mudança para Bixby, e, aparentemente, a ameaça dos darklings está sobre controle.

Entretanto, algo parece estar fora do lugar: enquanto os cinco Midnighters procuram por pistas que revelem a origem de seus poderes e a existência de outros como eles, uma grande emboscada está sendo armada contra o grupo – e, desta vez, não há apenas criaturas rastejantes a temer.

A leitura deste Segundo livro da trilogia foi muito melhor do que o primeiro volume, já que o ultimo apresentou mais a introdução da historia e este já mostra mais explicações de perguntas que ficaram em aberto na obra anterior.

Comecei a leitura com o pé atrás, já que verifiquei as notas geral pelos leitores no Skoob e a maioria foi negativa, mas continuei com a leitura, por que gosto de ter minha percepção da experiência no mundo imaginário. E confesso que foi uma surpresa, pois o livro se desenvolveu de forma satisfatória.

Primeiramente, que neste volume deixa claro que não há uma protagonista, mas sim, um grupo de jovens de 15 e 16 anos, que possuem talentos sobrenaturais, que estão lutando juntos, pela sobrevivência deles e da humanidade, contra monstros que surgem em um momento em que o mundo está congelado para os outros seres humanos a “Hora Secreta”.

Gostei bastante da dinâmica, ainda mais que o desenvolvimento está em torno de todos os cinco Midnighters e não de forma mais precisa, na perspectiva da suposta protagonista, como deixou a entender no primeiro livro.

Jéssica tem 15 anos, mora com os pais e a irmã. Vive um drama familiar, o que é comum em nosso contexto social. Entretanto, ao se mudar para Bixby, uma cidade pequena situada em Oklahoma, percebe que coisas estranhas acontecem com ela em determinado momento das “24h” do dia. E é nessa trama que ela e os outros companheiros se unem em busca de melhor compreensão do que está acontecendo.

Dess, com um talento incrível para a matemática; Melissa, com a capacidade de telepatia; Rex um vidente e Jonathan o acrobata. Todos esses talentos, juntamente com o de Jessica a portadora da chama, se envolvem em uma dinâmica, na qual, precisam entender as circunstancias em que estão vivendo, assim como viver suas vidas, com seus conflitos familiares e como alunos do ensino médio, apresentando com suas dificuldades em se manterem em um grupo coeso. Continue lendo

“A Hora Secreta” de Scott Westerfeld – Resenha Série The Midnighters #1

9 nov

Resenha feita pela leitora Angelita.

Editora: iD

Em Bixby, Oklahoma, os dias têm 25 horas. Mas apenas para alguns.

 Todas as noites, durante uma hora, a cidade de Bixby fica entregue a criaturas das trevas que assombram o local.

Apenas um pequeno grupo de adolescentes sabe da Hora Secreta – eles são os únicos que conseguem se mover durante esse tempo que começa à meia-noite. Eles se autodenominam ‘Midnighters’.

Essa trilogia foi indicação de uma amiga. Ela já havia me indicado à série “Feios” da qual gostei muito, e julguei que essa obra seria tão interessante quanto à outra do autor Scott Westerfeld.

Confesso que comecei com o pé no chão, não criei expectativas, por ter me decepcionado muito ultimamente com livros que li.

A série “Midnighters” apresenta uma proposta diferente, e por isto me encantei nas primeiras páginas.

Desde o começo, à historia proporciona um ar de mistérios e suspense, que é impossível não dar continuidade até que haja um desfecho na trama. Considerando que é uma trilogia, não esperei que todo o conteúdo discutido nesta primeira obra, fosse elaborado de forma ampla e atendesse a todas as minhas expectativas, do contrário o livro não necessitaria de continuação (óbvio).

Mas, vamos ao que realmente interessa. Continue lendo

A série “Midnighters” de Scott Westerfeld vai ser adaptada para a Fox

6 out

O Hollywood Reporter divulgou que Chris Fedak, co-criador de “Chuck“, adaptará a trilogia “Midnighters” de Scott Westerfeld para a Fox junto com Josh Schwartz da Schwartz e Stephanie Savage da Fake Empire.

Na adaptação da Fox, o enredo girará em torno de um pequeno grupo de pessoas nascidas à meia noite com acesso à vigésima quinta hora.

Fedak será o responsável pelo roteiro e produtor executivo ao lado de Scwhartz, Savage e Len Goldstein, com Leslie Morgenstein e Gina Girolamo também a bordo pela Warner Bros. Television.

A trilogia “Midnighters” está sendo publicada no Brasil através da iD e consiste em:

“A Hora Secreta” (The Secret Hour)

Em Bixby, Oklahoma, os dias têm 25 horas.

Mas apenas para alguns.

Todas as noites, durante uma hora, a cidade de Bixby fica entregue a criaturas das trevas que assombram o local. Apenas um pequeno grupo de adolescentes sabe da Hora Secreta – eles são os únicos que conseguem se mover durante esse tempo que começa à meia-noite. Eles se autodenominam ‘Midnighters’.

 

 “No Limiar das Trevas” (Touching Darkness)

A cidade de Bixby está cheia de segredos. Alguns deviam permanecer escondidos.

À medida que os midnighters procuram descobrir a verdade sobre a hora secreta, desvendam terríveis segredos que fazem parte da própria história de Bixby e uma conspiração que atinge o mundo do tempo regular. Os midnighters enfrentam perigos de morte e um deles poderá mesmo partir para não mais regressar.

Meio-Dia Azul” (Blue Noon)

Depois de séculos à espera, presos na hora secreta, os darklings voltarão a caçar. Os midnighters de Bixby, em Oklahoma, julgavam que compreendiam a hora secreta da meia-noite – até o tempo ter parado a meio do dia. O ruído da escola interrompe-se. Há chefes de claque sus pensas no ar. Tudo é envolvido pelo azul da meia-noite.

Eu li essa série há muito tempo e adorei. Queria que tivesse uma continuação e estou apostando nessa série, porque a historia é muito interessante.

Capa nacional da coletânea Zumbis x Unicórnios

8 ago

Zumbis x Unicórnios é uma coletânea de histórias organizada por Justine Larbalestier (Magia ou loucura) e Holly Black (White Cat), com contos de seis autores para cada time.

Holly Black lidera o Time Unicórnio ao lado de Meg Cabot, Naomi Novik, Diana Peterfreund, Margo Lanagan, Garth Nix e Kathleen Duey.

Justine Larbalestier lidera o Time Zumbi acompanhada por Cassandra Clare, Scott Westefeld, Maureen Johnson, Libba Bray, Alaya Dawn Johnson e Carrie Ryan.

Essa coletânea pode não chamar a atenção de muita gente devido a capa e o titulo estranho( Não chamou minha atenção inicialmente), mas Compulsivas eu estou empolgada!

Tem o Scott Westerfeld (Feios), Cassandra Clare (Instrumentos Mortais), e Libba Bray (Belezas Perigosas)!

Muitos dos meus escritores preferidos em um livro só! Bom demais! Adoro coletâneas.

%d blogueiros gostam disto: