Archive by Author

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

10 maio

Como Eu Era Antes de Você - Jojo MoyesEditora: Intrínseca

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Este é um dos romances mais lindo, emocionante e envolvente que eu já li, Lou e Will estão impregnados em mim, e sinto que assim ficarão por um longo tempo.

Will era um homem bem sucedido, um CEO arrojado e destemido no mundo empresarial, vivia intensamente cada dia, especialmente seus momentos de lazer, se aventurava pelo mundo experimentando tudo que lhe provocasse arrepios e elevasse sua adrenalina, além de ser um belo homem. Um acidente o deixou tetraplégico, com apenas alguns movimentos nos dedos da mão, durante o primeiro ano se dedicou incansavelmente a fisioterapia, pois acreditava que pudesse reverter sua situação, mas isso não era possível. Esta não era a vida de Will, não era a vida que ele queria, não chegava nem perto, não era ele, e ele então decidiu que não queria mais viver. Continue lendo

Procura-se Um Marido – Carina Rissi

12 abr

Procura-se-um-maridoSinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Eu queria tanto uma leitura leve, divertida, bem narrada, pra me fazer relaxar após dias intensos, e me deliciei com este romance de Carini Rissi, a brasileira também me agradou muito em seu livro Perdida. Recomendo ambas as leituras, que são um frescor em dias “nublados”.

Alicia é surpreendente, inicialmente esperei por uma patricinha metida a besta, mas, ela nunca veio. Alicia usufrui do dinheiro pra curtir a vida, acredito mais precisamente que ela o faz, procurando ao redor do mundo por algo que ela sequer sabe o que é, sinto nela uma constante inquietação, insatisfação, e ela inconsequentemente tenta suprir/buscar vida afora, em baladas, viagens, manifestos, brigas… O leitor irá rir muito com Alicia e seu humor ácido, mas, também se emocionará com a menina que sempre esteve dentro dela, sua relação com o avô é a mais forte prova disso. Continue lendo

A Casa dos Budas Ditosos (Coleção Plenos Pecados: Luxúria) – João Ubaldo Ribeiro

2 abr

Sinopse: Ao receber, segundo afirma, um pacote com a transcrição datilografada de várias fitas, gravadas por uma misteriosa mulher, o escritor João Ubaldo Ribeiro não podia imaginar o que o esperava. E o inocente leitor, que sequer pode suspeitar o que o aguarda em cada uma das páginas deste livro. Nelas se conta uma vida. E a suposta autora teria enviado seu testemunho para que fosse utilizado para o volume sobre a luxúria da Coleção Plenos Pecados. O escritor aceitou o oferecimento e o resultado final está agora diante de você. Que deve preparar-se para um relato pouco comum, às vezes chocante, às vezes irônico, sempre instigante. Na verdade, dificilmente a ficção poderia alcançar os limites do que a devassa senhora viveu e narra em detalhes riquíssimos. Se o leitor tem alguma dúvida, ela logo se dissipará, neste fascinante mergulho na vida espantosa de uma mulher sem dúvida excepcional, cuja narrativa alcança as dimensões de um retrato sociológico de toda uma cultura e uma geração, envolvendo um dos pecados mais indomáveis, e capitais. A luxúria.

 O fato de não saber se “A Casa dos Budas Ditosos”, é de fato uma biografia, me instigou muito. Fiquei me imaginando sentada confortavelmente num lugar tranquilo, como uma chácara, ao lado de uma senhorinha doce com cara de avó, a contar-me sua história, e me chocar com isso. E o choque não é com a história em si, mas com a personagem, pensar em uma senhora com cerca de 70 anos, narrando as mais loucas aventuras sexuais, me deixou constrangida (e me acho super cabeça aberta), pois vejo as pessoas da melhor idade com um ar de “imaculados”, e imaginar tais cenas vividas por alguém como uma “avó”, é que me deixou inibida… é esquisito pensar assim, afinal se não fosse minha avó não estaria aqui, mas, não consegui evitar rsrs. Continue lendo

A Fugitiva – Anaïs Nin

26 mar

a fugitivaSinopse: A maestria literária de Anaïs Nin nas mais íntimas fantasias eróticas. Escritas sob encomenda para um cliente misterioso nos anos 40 e publicadas postumamente, assim como os outros contos de Delta de Vênus e Pequenos pássaros, estas três histórias se entrelaçam como um complexo triângulo amoroso, bem ao estilo de Anaïs Nin. O basco e Bijou, Manuel e A fugitiva são uma ode ao erotismo. De suas páginas saltam histórias que retratam com uma sinceridade impactante aventuras sexuais reple­tas, ao mesmo tempo, da delicadeza de estilo que lhe era característica e da pungência sexual que experimentou na sua própria vida. À frente de seu tempo, Anaïs Nin escreveu como ninguém sobre os mais recônditos desejos humanos.

A onda agora é – ou seria melhor dizer a tsunami – a literatura erótica, que invade as livrarias do mundo todo, com romances calientes, que aguçam a imaginação especialmente das mulheres, só de me lembrar de alguns dos personagens masculinos dos livros que li desse gênero, já começo a sonhar rsss… Mas, eu estava curiosa por ler algo de Anaïs Nin, e comecei por esse livreto de contos, e confesso, só atiçou minha curiosidade, e já adicionarei outras obras dela à minha lista de leitura, e o pouco que li sobre a autora, foi suficiente pra me deixar fascinada, ela sem dúvida foi uma mulher muito à frente de seu tempo, livre de pudores, e que com maestria, descreveu os desejos eróticos femininos. Ler Anaïs Nin é um convite irrecusável à excitação. Continue lendo

A Hospedeira – Stephenie Meyer

11 mar

A HospedeiraSinopse: Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Por muito pouco a Stephenie não teve que ser amparada pelo “Santo Protetor dos Autores Abandonados”… A leitura desse livro foi muito sofrida no início, eu curto ficção e em minha humilde opinião, esse tema tinha tudo pra se tornar um livro incrível, mas isso não aconteceu, infelizmente. Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: